'

quinta-feira, 16 de maio de 2019

Leituras de Abril

Abril teve duas leiturinhas!

A Parisiense
Típico livro de moda de eu estou amando ultimamente! Várias dicas bacanas de moda, estilo, decoração e até um mini guia turístico de Paris! Lindo!

Por onde andam as pessoas interessantes?
Uma ótima pergunta, né?! Eu não conhecia o blog do Daniel Bovolento, mas amei o título do livro e comprei pra conhecer. Tem aqueles textos que eu amo que fazem a gente pensar muito!

sexta-feira, 29 de março de 2019

Leitura de Março


Metanoia
Eu achei que o livro seria mais didático em relação à metanoia em si e ensinasse a como ter uma epifania divida e se tornar uma pessoa melhor tanto pessoal como profissionalmente... kkkk

Não é bem assim, mas narra a história de um empresário tentando salvar sua empresa.

terça-feira, 19 de março de 2019

Ballets de Repertório: La Bayadère

La bayadère (a palavra francesa bayadère deriva do português bailadeira) é um balé em 
três atos e cinco cenas, com música de Ludwig Minkus, coreografias de Marius Petipa e libreto de Marius Petita e Sergei Khudenov que teve estreia mundial em 1877, no Teatro Mariinsky de São Petersburgo, na Rússia.

O ballet se passa na Índia e narra a história de Nikiya, uma dançarina do templo e de Solor, um jovem guerreiro, que são apaixonados, planejam fugir juntos e juram fidelidade diante do fogo sagrado.

Depois de uma caçada bem sucedida, o jovem Solor envia seu servo ao Rajá Dugmanta levando-lhe um tigre por ele morto. Satisfeito com o presente que recebeu de Solor, o Rajá oferece a mão de sua filha Gamzatti em casamento.
O Sacerdote Brâmane declara seu amor à Nikiya e depois de ser rejeitado pela bailadeira, surpreende a conversa dos dois e jura vingar-se.

Ao saber disso da proposta de casamento do seu amado, Nikiya encontra-se com Gamzatti revela o seu amor por Solor e implora que o deixe para ela. Gamzatti tenta comprar Nikiya com joias e presentes, mas ela recusa e, desesperada, ameaça Gamzatti com um punhal. Chocada com seu próprio gesto, foge.

No noivado de Solor e Gamzatti, Rajá ordena que Nikiya dance com as demais dançarinas; durante a dança ela recebe uma cesta de flores na qual havia uma serpente venenosa, é mordida e agoniza. O Sacerdote Brâmane diz que a salva se ela aceitar pertencer-lhe. Após ver Solor com Gamzatti, a jovem recusa e morre.

Após sua morte, Solor fica com remorso e o faquir Magdaveya querendo distraí-lo daquelas sombrias disposições, oferece ópio para fumar. Solor adormece e sonha que está com Nikiya em uma terra desconhecida e jura para sua amada que nunca mais tornará a abandoná-la; a seus olhos apresentam-se os espectros das bailadeiras.

Solor é levado para se casar com Gamzatti, quebrando o juramento a Nikiya. A profecia da Bailadeira realiza-se, acontece uma terrível trovoada e o templo cai em ruínas. Dos escombros aparece Nikiya, que vem buscar Solor para viverem seu amor na eternidade.

quinta-feira, 14 de março de 2019

Leitura de Fevereiro


Anjos e Demônios

Eu já tinha gostado d’O Código Da Vinci, mas achei esse ainda mais eletrizante. Ideal para aqueles momentos em que a gente só quer esquecer o mundo real e focar na história.

quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Leitura de Janeiro


Em busca de sentido

Esse livro estava na minha lista há muito tempo, mas eu relutava em ler achando que ia ser muito pesado. Realmente é, mas a narrativa é contada de forma científica, como se fosse um experimento mesmo, então a leitura não é tão densa. Vale a pena pra refletir sobre o propósito humano e individual.