'

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Bom velhinho

Quando eu te conheci, achei que tinha ganhado meu presente de Natal adiantado. Sei lá, será que era possível ganhar o presente de fim de ano no mês de julho?
Quando eu te conheci, achei que finalmente tinha encontrado um cara legal com quem dividir meus dias. Mas a vida tem suas maluquices e a gente se afastou. Não era sua hora, né? Você não estava / está pronto. Eu entendo, porque também passei por momentos assim.
O f*** é que eu penso em você. Penso em como poderia ter sido, penso em nós dois assistindo seriado no seu apartamento recém-mobiliado (ou tentando). Penso nas suas tatuagens contrastando com a pele branquinha. Penso em como você realmente parece ser o cara ideal, se não tivesse passado por tanta coisa na vida.
Uma rosa sem motivo no carro, o chocolate no primeiro encontro, a carona no meio da madrugada, missa no fim do domingo... Sim, você poderia ser o que eu sempre quis.
Às vezes me dá vontade de te mandar uma mensagem curta e grossa e em CAPS LOCK dizendo “Para de ser bobo, esquece esse passado negro e vem ser feliz”. Mas aí eu me controlo. E então eu me lembro do seu rosto perto do meu enquanto a gente dançava naquela festa, penso na aventura daquela noite e no teor da nossa conversa naquele café.

Para, vai. Para de ser bobo. Eu quero ser feliz.

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

Livramento


Eu pensei muito antes de chegar à conclusão de que eu precisava escrever para desabafar. Sabe, chega uma hora que o que você menos quer é tocar no assunto. Eu só queria esquecer, de tudo, de você.
Acho que no fundo é porque eu não queria acreditar. Não, óbvio que não, eu não queria acreditar que “a minha pessoa” poderia fazer o que fez. Mas hoje eu enxergo... você foi sempre assim, né? Sempre rodeado das merdas que você mesmo criou.
E eu achava que o problema era eu. Claro, não sou perfeita e sei de todos os erros que cometi, mas, cara, o problema é você! Quem não sabe conviver e viver junto, quem não sabe respeitar o próximo, quem não sente compaixão por quem mais te ama... É você, não eu. E hoje eu percebo que você faz isso com qualquer um (ou uma) que demonstre afeto por você. Você não sabe lidar com sentimentos bons que te são oferecidos.
O mais triste é que assim como eu tentei, ela e outras vão tentar, incansavelmente, fazer você cair em si, mas você não vai, né? Você não vai porque você não quer. Eu mesma tentei por anos te dar todo o amor do mundo, pra ver se te tocava, pra ver se você me amava de volta, pra te tocar por dentro, pra te mostrar que nem todo mundo vai te machucar. Eu tentei te ajudar incondicionalmente, tentei te amolecer, mas não deu.
E sabe, o mais incrível é que se você demonstrasse o mínimo de interesse, o mínimo de vontade de mudar, o mínimo de disposição de aceitar ajuda, eu continuaria tentando, assim como ela vai fazer. Mas hoje eu sei que você não quer. E ela um dia vai descobrir isso também. Tudo isso é muito triste, mas no fundo, quem perde é você. Você está incessantemente jogando fora pessoas boas que o destino põe em seu caminho.
Apesar de toda a dor que você me fez sentir, toda a angústia e sofrimento que você me fez passar até o início desse mês, hoje eu te digo que venci. Entendi que nada do que eu fizer vai mudar você, porque você não quer se melhorar. Toda essa penitência que eu passei com todas as suas cagadas, com todas as suas falsas esperanças, com todas as suas esnobadas e humilhações... tudo isso me fez (finalmente) entender que tudo sempre foi ao contrário do que eu imaginei. Não sou eu que não sirvo pra você, é você que não serve pra mim.
Você que não sabe ser feliz e vive de ilusão, de falsidade, de pseudo relacionamentos, de falsos amores. E hoje, eu tenho pena, pena de alguém como você, que tinha tudo pra ser um cara legal, escolher viver uma vida tão vazia. Cara, hoje a única coisa que eu quero de você é distância. Não dá mais pra me contaminar com tanto desamor que mora em ti.

sábado, 23 de setembro de 2017

A data


Hoje era pra ser um dia especial.
Na verdade, hoje é um dia especial. Esse dia foi muito amado, sonhado e aguardado. Cada detalhe desenhado mentalmente.
Alguns foram, outros vieram, mas a data permanecia ali... A minha data, o meu 23/09/2017.
E ele chegou, é hoje... Não consigo acreditar.
De repente todos os planos são destruídos e só sobra o grande vazio interior de não ter mais plano algum, não ter mais planos pra fazer nem sonhos pra sonhar.
O mais engraçado é que parece que o destino brinca mesmo com a gente... Hoje eu vou me arrumar, vou estar na igreja, mas o meu vestido é azul e ninguém vai estar me esperando.
E eu sinto sua falta. Não de “você, fulano ou beltrano”, eu sinto falta de “você, amor”.
Sinto falta de amar e ser amada, de ouvir uma música e achar que o compositor conhecia nossa história, de mandar uma mensagem pra dizer qualquer coisa, ou de receber um simples “cheguei em casa e estou bem”.
Amor, volta logo. Venha em forma de alguém novo ou de alguém antigo, venha com cavalo branco ou cheio de defeitos, mas apareça.
Eu quero te cuidar e te fazer cafuné. Quero fazer planos e construir sonhos, quero deitar ao seu lado em silêncio sem problema algum.
Amor, apareça. Cansei de me sentir sozinha e não ter com quem conversar as coisas mais simples e as mais complexas.
Quero falar de mim, de você e sobre a próxima temporada daquela série do Netflix.
Amor, fica. Não vai embora dessa vez e escolha permanecer comigo nos dias bons e nos ruins também.
Eu não ligo de discutir no meio da loja de departamento pra escolher a cor das nossas canecas.

Vem, amor, tô te esperando. Te aguardo ansiosamente, assim como o próximo dia 23.

domingo, 3 de setembro de 2017

Séries

Quem aí gosta de séries? Eu tinha o maior preconceito porque achava que era algo que demandava muito tempo, as temporadas eram muito longas, etc. Até que... viciei. Hahaha
Vou contar aqui as que eu mais gosto...

Once Upon a Time
Essa foi a primeira série que acompanhei rigorosamente. O enredo faz um paralelo entre a época dos contos de fada e os dias atuais. OS personagens dos livros foram banidos da Floresta Encantada para o mundo que conhecemos e muitas aventuras os aguardam!


Downtown Abbey
Seriedade britânica é o ponto principal dessa série que conta a história de uma família inglesa rica no início do século 20. Além da rotina dos condes e suas filhas, a história também mostra a realidade das classes mais baixas da época, descrevendo o dia a dia dos funcionários da casa.


Jessica Jones
A personagem é advinda do universo do Demolidor, e ganhou um seriado específico. A coitada tem que se livrar das loucuras do Kilgrave, um psicopata que fica fissurado nela e em seus poderes.


Stranger Things
Todo mundo conhece, né? Essa foi uma febre e não aguento mais esperar pela segunda temporada... De repente, Will desaparece numa realidade paralela, e troca de lugar com a Eleven, que vai ter que desvendar esses mistérios junto com os amigos dele e muito RPG.


13 reasons why
Pesadíssimo, porém interessante. Principalmente pra quem se interessa por psicologia. Todo mundo deve saber, mas conta a história de uma adolescente que se mata por causa de bullying e deixa 13 fitas gravadas explicando os motivos do seu próprio suicídio.


Sherlock
Taí um exemplo de homão da p****. O cara é bonito, tem tipão, bom humor e ainda é inteligente ao extremo. Tirando todas as ciladas, é o cara que toda mulher queria na vida. Hahaha


Outlander
Minha preferida! ♥
Simplesmente sou apaixonada pela história – nada simples – de amor entre Claire e Jamie. Esse tipo de coisa não acontece comigo... Hunf! Dessa não vou contar nada... Tem que ver!


Grimm

Um detetive descobre que é um Grimm, capaz de ver os monstros que existem dentro das pessoas. Isso traz várias enrascadas e confusões... Mas ele é lindo kkkk

sábado, 1 de julho de 2017

Leitura de Junho

Junho foi corrido, e por isso mesmo resolvi ler algo pra tentar por ordem na bagunça da minha vida... rsrs


Tríade do Tempo – Christian Barbosa

Estou sendo bombardeada com coisas para fazer, tanto no âmbito profissional quanto pessoal, então resolvi que precisava me organizar mais. Essa é uma edição antiga do livro, mas tinha na biblioteca da empresa, então resolvi ler esse mesmo. As dicas de administração pessoal são bem legais, resta saber se vou conseguir aplicá-las no meu dia a dia.