'

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Solidão


Faz muito tempo que não escrevo. Acho que nem sei mais como se faz isso. A depressão me trouxe anedonia e tudo agora é totalmente sem graça. O comprimido branco todo dia antes de dormir me tira a vontade de morrer, mas não me mostra como se faz pra sair dessa bolha e ir viver a vida lá fora.
Lágrimas escorrem diariamente: antes com motivo e agora, sem motivo algum. É só desânimo de continuar, medo, dor, cansaço.
A vontade de viver, que um dia esteve perdida, agora voltou. Mas ninguém me ensinou como se faz isso. Tudo na mão e eu aqui, no sofá. Presa em pensamentos horríveis, lembranças amargas.
Eu já não vejo mais TV, não leio, não danço, não fotografo. Tudo que um dia esteve tão perto de mim, tudo que um dia foi meu... longe, longe demais pra resgatar.
Eu não culpo uma ou outra pessoa que passou por minha vida e me fez mal. Sei que a responsabilidade de ser ou não feliz é apenas minha. Mas tudo está difícil demais, pesado demais pra conseguir fazer tudo o que preciso, sozinha.
Os dias passam, a vida corre, e as pessoas que eu mais amava vão ficando pra trás. A solidão vai me deixando em dúvida de quem eu sou, do que eu gosto, e de quem realmente é importante pra mim.
E eu só quero sair, quero viver, quero rir. Quero a leveza de alma que eu tinha antes. A vontade existe, mas a disposição, não.

Nenhum comentário :

Postar um comentário